24 de agosto de 2007

Métricas na Web: Mocinho ou Bandido?

Recentemente participei de uma oficina executiva de Webmétricas em São Paulo. Um dos palestrantes levantou uma polêmica que ainda não tinha me atentado, o mercado de mídia on-line está tornando-se refém das métricas! Para defender seu ponto de vista citou:

- Alguns sites que possuem uma audiência elevada, que neste meio é totalmente mensurável, utilizam-se das métricas para praticamente monopolizar o mercado de mídia on-line criando uma concorrência desleal, pois estes possuem um poder de barganha infinitamente superior aos demais.

- Com resultados aferidos com maior precisão, a obrigação do retorno fica mais evidente e uma campanha on-line fica mais exposta a críticas do que nos meios tradicionais (mídia impressa e televisiva).

Eu, que sou formado em estatística e amante dos números, entendo seus argumentos mas não concordo com tal afirmação. Para mim todos os dados, trabalhados corretamente, nos geram informação que só nos auxiliam a tomadas de decisões e isso gera confiança para quem quer realizar ações neste ambiente. Esse meu sentimento é fortalecido quando observo um crescimento do gasto em publicidade on-line em torno de 30%a.a.

Acredito também que se possuímos um bom produto ou serviço, as métricas só vão apontar para isso e, portanto você conseguirá realizar boas negociações mesmo contra sites que se utilizam apenas da sua audiência como diferencial. Além do mais o mercado já vem mudando com relação a isso. Institutos de pesquisas começam a classificar os sites não mais somente pelo número de acessos, mas também pelo tempo médio que as pessoas permanecem navegando no mesmo, indicando a qualidade de uma visita.


Mas e você o que acha? As métricas são o mocinho ou bandido da mídia on-line?

2 comentários:

Priscila Goncalves disse...

Olá Pessoal!

Gostei muito do blog de vcs..muito bem estruturado e com muitas informações pro mercado!

Vou assinar o blog de vcs para ficar por dentro das atualizações!

Bjos

Administradores disse...

Priscila

Aguardamos a sua participacao. Contamos tambem com sua contribuicoes profissionais